MP do Contrato Verde e Amarelo é criticada por trabalhadores na CDH

Representantes de trabalhadores criticaram a medida provisória que instituiu o chamado Contrato de Trabalho Verde e Amarelo. Eles também condenaram a desregulamentação de diversas profissões, outro ponto contido na MP 905/2019. O debate foi promovido pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) nesta quinta-feira (13).
Segundo o governo, o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo busca incentivar a contratação de pessoas entre 18 e 29 anos de idade. A medida garante isenções tributárias às empresas contratantes e determina que os trabalhadores contratados terão salário limitado a R$ 1,5 mil. 

Fonte: Agência Senado via Senador Paim

Author: Carla Kunze

Carla Carretta Kunze, Jornalista Profissional Diplomada sob o Reg. Prof. n° 13515.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *