Centrais sindicais e movimentos sociais se preparam para dois dias de luta

Dias 26 e 29 de maio terão mobilizações pelo “Fora Bolsonaro”, exigindo “Vacina no Braço e Comida no Prato”

Em reunião das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, mais as Centrais Sindicais, movimentos sociais e organizações religiosas, ficaram definidas as mobilizações no RS para dois dias de luta. Com as palavras de ordem “Fora Bolsonaro” e “Vacina no Braço e Comida no Prato”, por vacina já para todos e todas, auxílio emergencial de R$ 600, contra as privatizações e não à reforma administrativa, haverão atividades virtuais e nas ruas, na quarta-feira (26) e no sábado (29).

A manifestação no RS ocorre ao mesmo tempo em que será realizado um ato nacional contra a fome e a carestia, no gramado da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. As centrais prometem mostrar, na prática, o que dá para comprar com os atuais valores do auxílio emergencial, colocando os poucos produtos que podem ser adquiridos em carrinhos de supermercado.

O objetivo é sensibilizar os parlamentares para que tenham a mínima noção do sofrimento de milhões de famílias do povo brasileiro e pressioná-los a tomar uma iniciativa diante do descaso do presidente da República. Após o ato, os presidentes das centrais serão também recebidos em audiências na Câmara e no Senado.

A partir das 10h30, haverá a transmissão pelo Facebook do Brasil de Fato RS do ato unitário nacional #600 Contra a Fome, a ser realizado em Brasília. O nome do ato é uma referência à luta pelo auxílio emergencial de R$ 600.

Ao final do ato, em Brasília, serão doados alimentos cultivados sem agrotóxicos pela agricultura familiar em áreas da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares e assentamentos do MST. Serão ao todo mais de 600 cestas.

Na capital gaúcha, apesar do frio desta semana, a mobilização começará mais cedo, às 7h, com a exibição de faixas e cartazes em viadutos e passarelas para chamar a atenção da sociedade para o aumento da pobreza, agravada pela pandemia. Às 10h, haverá um ato simbólico em frente ao Palácio Piratini. Logo após, às 11h, os trabalhadores e as trabalhadoras farão uma marcha fúnebre até a frente da Prefeitura. Será carregado um caixão, simbolizando quase 450 mil brasileiros e brasileiras que perderam suas vidas na pandemia.

Estão programadas também mobilizações em cidades do Interior, como Passo Fundo, Caxias do Sul, Rio Grande, Ijuí, entre outras.

Sábado (29) terá caminhada em Porto Alegre


Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo convocam Ato Nacional pelo Fora Bolsonaro dia 29 de maio / Divulgação

O sábado (29) está programado para um dia de mobilizações nas ruas, em todo o Brasil. Os atos serão organizados de forma unitária entre as Centrais Sindicais e movimentos sociais e populares, tendo como foco a palavra de ordem “Fora Bolsonaro”.

Em Porto Alegre, está programada uma caminhada às 15h. O local de concentração e trajeto ainda será decidido, devido às necessidades de segurança sanitária. Acompanhe nas redes sociais do Brasil de Fato RS e Rede Soberania as informações do ato, que serão divulgadas antes do final da semana. Também faremos transmissão ao vivo das manifestações pelas nossas páginas.

Na convocatória, os organizadores fizeram questão de lembrar as recomendações sanitárias para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

Se ainda houver dúvidas sobre as orientações, basta conferir o guia de segurança sanitária para manifestantes em tempos de covid-19, elaborado pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMMP).

Fonte: Brasil de Fato RS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *