INSS começa a pagar primeira parcela antecipada do 13º de aposentados

O Instituto Nacional do Seguro Social (INS) começa a depositar, nesta quarta-feira (25), o 13º salário de aposentados e pensionistas que foi antecipado em três meses por causa da crise econômica, agravada pela pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 450 mil pessoas no Brasil.

O pagamento será feito em duas parcelas. Na primeira, que começa a ser paga hoje, o INSS deposita 50% do valor do benefício, na segunda tem descontos de quem paga Imposto de Renda.

As datas de depósito do 13º salário antecipado variam conforme o valor da aposentadoria e o número final do benefício. 

De hoje até o dia 8 serão depositados o 13º de quem recebe um salário mínimo e o número do benefício termina com o número 1.

Nos próximos dias, vão receber os aposentados e pensionistas que têm números finais do benefício.

Já quem ganha mais de um salário mínimo começa a receber no dia  1º de junho.

A segunda parcela do 13º antecipado será paga entre 24 de junho e 7 de julho. Veja a seguir o calendário de pagamento da primeira parcela.

Confira o calendário de depósito

Benefícios com valor de até um salário mínimo (até R$ 1.100)

Final do NISMaio1ª parcela do 13ºJunho2ª parcela do 13º
125 de maio24 de junho
226 de maio25 de junho
327 de maio28 de junho
428 de maio29 de junho
531 de maio30 de junho
61º de junho1º de julho
702 de junho02 de julho
804 de junho05 de julho
907 de junho06 de julho
008 de junho07 de julho


Benefícios com valor acima de um salário mínimo (acima de R$ 1.100)

Final do NISJunho: 1ª parcela do 13ºJulho: 2ª parcela do 13º
1 e 61º de junho1° de julho
2 e 702 de junho02 de julho
3 e 804 de junho05 de julho
4 e 907 de junho06 de julho
5 e 008 de junho07 de julho


De acordo com a Secretaria de Previdência, aposentados e pensionistas que passaram a receber o benefício depois de janeiro deste ano não receberão 50% do valor do benefício na primeira parcela. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente aos meses em que a pessoa recebe o benefício.

Já os segurados que recebem benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela menor do que os 50%. Nesse caso, a antecipação é calculada de acordo com o tempo de duração do benefício.

Por lei, não têm direito ao 13º salário os segurados que recebem benefícios assistenciais.

A antecpação do 13º salário de aposentados e pensionistas, assim como ocorreu no ano passado, tem como objetivo incrementar a renda dos beneficiários que têm direito ao abono, injetando R$ 52,7 bilhões na economia, cuja crise foi agravada pela pandemia do novo coronavírus e pela falta de políticas públicas e propostas efetivas para aquecer a economia e gerar emprego e renda. Em quase dois anos e meio de gestão, o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) não apresentou uma proposta sequer de desenvolvimento econômico com geração de emprego e distribuição de renda.

Fonte: CUT Brasil via CUT RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *