Governador Eduardo Leite propõe apenas 2,7% de reajuste no Mínimo Regional contra um aumento de 32,5% da cesta básica

Mais um vez o governo do estado se curva aos interesses dos setores empresariais mais retrógrados de nosso estado,  enviando à Assembleia Legislativa projeto de lei concedendo apenas 2,7% de reajuste ao mínimo regional, contra uma inflação de 10,3% acumulada nos dois anos que ficou sem reajuste.

No mesmo período a cesta básica aumentou 32,5%, provocando a perda de 1/3 do poder de compra dos salários dos que menos ganham e mais precisam. Mais uma vez o Governo Leite joga sobre os ombros dos mais fracos a conta da crise.
Um governo que não tem a capacidade de dialogar com os mais diferentes setores, pendendo apenas para o lado mais forte da gangorra, anulando o estado como instrumento da busca do equilíbrio social, não merece a consideração e o respeito dos trabalhadores e precisa ser combatido.
Não podemos permitir que esta injustiça seja sacramentada. A CTB , juntamente com as demais centrais sindicais, empenharão todos os esforços para reverter na assembleia legislativa este ato injustificável, garantindo-se no mínimo o repasse da inflação acumulada desde o ultimo reajuste, que soma 10,3%.
Neste momento de pandemia, não podemos permitir que mais de 1,5 milhão de trabalhadoras e trabalhadores gaúchos fiquem desassistidos por um governo que apenas tem olhos para os mais ricos.
Porto Alegre, 15 de julho de 2021.Guiomar Vidor – Presidente da CTB-RS

Fonte: CTB RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *