Paim denuncia drástica redução do financiamento de programas habitacionais

Em pronunciamento nesta terça-feira (13), o senador Paulo Paim (PT-RS) denunciou a drástica redução do financiamento dos programas habitacionais do governo federal e disse que o Brasil conseguiu sucatear o legado do programa Minha Casa, Minha Vida, que foi um dos maiores do tipo em todo o mundo.

— O orçamento de R$ 1,5 bilhão passou a ser de R$ 27 milhões. Temos ainda, hoje, cerca de 150 mil unidades paralisadas, inacabadas. Os pobres são os que mais sofrem — disse.

Paim lembrou que o país tem um deficit de quase 6 milhões de moradias e que segundo um estudo da Fundação João Pinheiro, milhões de brasileiros vivem hoje em domicílios precários, em coabitação e com alto custo de aluguel. Além disso, mais de 14 milhões de habitações possuem carências de infraestrutura urbana e mais de 11 milhões de moradias possuem problemas na edificação.

O senador gaúcho destacou também a perda de milhares de empregos diretos e indiretos com os problemas enfrentados pelo setor da construção civil. E acrescentou que, paralelamente, aumenta o número de pessoas em situação de rua, o qual cresceu 140% de 2012 a março de 2020, chegando a 222 mil cidadãos.

Fonte: Agência Senado via Senador Paulo Paim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *